Presidente do MIS RJ


Cesar Miranda Ribeiro, Jornalista e Radialista, carioca nascido no antigo estado da Guanabara em 1960, Presidente da Fundação Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, tem a missão de conduzir uma gestão eficiente e inovadora à frente do MIS RJ, respaldada na sua competente atuação como gestor público municipal, quando no período de outubro de 2019 a dezembro de 2020, foi diretor-presidente da RioFilme, Empresa Distribuidora de Filmes S/A da Prefeitura do Rio de Janeiro. Suas ações na RioFilme foram destaque em âmbito nacional e internacional, no difícil período em que o vírus da Covid-19 isolou o mundo, interrompendo a principal atividade da empresa, de fomento à produção cinematográfica carioca, com o fechamento de cinemas, sets de gravação, cancelamento de mostras e festivais, interrupção das filmagens, travando a máquina da sétima arte em todo país. Os desafios impostos pela pandemia a RioFilme foram superados com criatividade, através de diferentes projetos voltados para atender a população carioca mais vulnerável, nos bairros das zonas norte e oeste da cidade. O destaque principal foi o projeto Cinema nas Janelas, que levou alento e alegria para as famílias em isolamento social, exibindo filmes projetados em um telão inflável, para serem vistos de dentro de suas casas, com segurança e respeitando as regras estabelecidas pelos órgãos competentes. Sua formação como jornalista profissional e radialista foi determinante para implementar novas diretrizes como gestor público, criando alternativas, estabelecendo parcerias com os diversos segmentos da cadeia audiovisual carioca e trabalhando como um elemento agregador junto aos profissionais do cinema nacional. Sua expertise no meio cultural advém da vasta experiência como diretor, editor e produtor de diversos programas de grande audiência, atuando durante mais de trinta e cinco anos em diferentes funções na Rede Globo de Televisão. Com especialização em TI/Comércio Eletrônico, foi um dos precursores da difusão da internet brasileira com a produção de conteúdo para sites em todo país. Como professor universitário, com aperfeiçoamento em Didática do Ensino Superior, esteve à frente de projetos importantes que contribuíram para a formação acadêmica de qualidade na cidade do Rio de Janeiro de forma presencial e através do EAD. Imbuído dos valores que preconizaram a criação do MIS RJ, sua gestão tem como norte o pioneirismo dos idealizadores, que nos idos de 1965 já vislumbravam sua projeção como vitrine cultural para todo país. E para além da missão de preservar a memória audiovisual da cultura brasileira, com um acervo constituído de 350 mil itens distribuídos em 34 coleções, o MIS RJ terá os olhos voltados para o grande público, democratizando o acesso desse valioso material para que cariocas e fluminenses conheçam a sua importância histórica, e de como ele se consolidou como centro de excelência para estudo, pesquisa e difusão da cultura brasileira.