MIS Blog/ Discoteca Básica

RODOLFO STROETER, TUTTY MORENO, ANDRÉ MEHMARI, NAILOR PROVETA E TECO CARDOSO – NONADA (2008)

31 de março de 2017


 

A 39ª edição da série Discoteca Básica Brasileira do Século XXI MIS apresenta “Nonada”, trabalho lançado, em 2008, pela Biscoito Fino.

O disco é responsável por reunir o baterista Tutty Moreno, o produtor e contrabaixista Rodolfo Stroeter, o pianista André Mehmari, saxofonista e clarinetista Nailor “Proveta” e o saxofonista e flautista Teco Cardoso.

Mais do que celebrar um artista ou álbum específico, “Nonada” representa a qualidade dos instrumentistas que constróem a música brasileira no momento atual, com o pé fincado em nossas matrizes, mas extrapolando com total liberdade as novas possibilidades.

O encontro é fruto de uma primeira experiência, em 1998, quando Tutty Moreno montou esse time para acompanhá-lo no disco “Forças d’alma”. Em 2000, Mônica Salmaso gravou com eles em “Nem 1 ai”, lançado apenas em 2008. Com a excessão de Teco Cardoso, os outros integrantes participaram das duas gravações.

É interessante frisar que esses músicos, de diversas gerações, sendo que o genial André Mehmari tinha pouco mais de 20 anos na fase da gravação do disco, participaram e participam de vários projetos relevantes da música brasileira neste século, como a Banda Mantiqueira, de Proveta e o conjunto Pau Brasil, de Rodolfo Stroeter e Teco Cardoso. Prova disso é que o próprio “Nonada” foi indicado ao Grammy Latino daquele ano na categoria “Melhor Álbum de Jazz Latino”.

Com um repertório baseado em grandes nomes da nossa canção, o disco começa com o choro “De Bahia ao Ceará”, do maestro Moacir Santos, em tom de apresentação de cada músico.

O segundo tema é “Inquietação”, de Ary Barroso, samba lançado em 1935 na voz de Silvio Caldas, um dos clássicos do compositor. Aqui, a faixa ganha outros sentidos, em uma reinterpretação espetacular. Na época, o “release” de “Nonada” trazia a frase com ares premonitórios do conceito da nossa discoteca: “É pura música brasileira do século 21.”

“Vovô Manuel”, composição de Proveta, parte do repertório de sua maravilhosa Banda Mantiqueira, que aqui se transforma em um samba-jazz com um solo esplêndido de André Mehmari.

O hino “O vento”, de Dorival Caymmi, aparece em “Nonada” entre a calmaria e a fúria dos mares. Ganha uma introdução bela e delicada do saxofone alto de Teco Cardoso e do piano de André Mehmari, encerrando com a força da bateria inigualável de Tutty Moreno.

O maestro Moacir Santos ressurge em “Coisa n.º 2”, um dos seus maiores clássicos. Destaque para a clarineta de Proveta e flauta de Teco Cardoso elevando o tom sóbrio da canção que recebe muito bem “Hermeto”, música escrita pelo próprio compositor, lançada no seu mítico álbum homônimo gravado nos Estados Unidos, em 1972.

O samba-canção “Não tem solução”, de Carlos Guinle e Dorival Caymmi, ganha aqui um grande protagonismo do saxofone alto de Proveta, sobre a cama do piano de Mehmari, que também sola na faixa.

“É de lei”, de Baden Powell e Paulo César Pinheiro, começa com a introdução do contrabaixo e do piano, que vai sendo explorada ao longo da canção, em uma grande série de improvisos dos músicos.

O disco se encerra com “Feijão com arroz”, de Joyce Moreno, que recebe a participação especial da própria cantora, violonista e compositora. Um baião moderno, com arranjo de sopros de Proveta nos remetendo ao seu trabalho na Banda Mantiqueira.

“Nonada” é a palavra que inicia o romance “Grande Sertão, Veredas” de Guimarães Rosa e foi escolhida pelo grupo para dar nome a este projeto. O neologismo que significa “sem importância, quase nada”, não tem nenhuma relação com o resultado do disco. Porém, se “Grande Sertão, Veredas” começa com nonada, finaliza com travessia, palavra que um dia influenciou Fernando Brant a criar a letra e o título da obra, que na voz e música de Milton Nascimento mudaria para sempre os rumos da canção brasileira.

Rodolfo Stroeter, Tutty Moreno, André Mehmari, Proveta e Teco Cardoso representam isso, não a pouca importância, mas sim a outra ponta da travessia, que transborda nossas mais belas harmonias e melodias com o novo em contato com o eterno.

PARCEIROS


 

Sede Administrativa
Rua Visconde de Maranguape, 15
Largo da Lapa, CEP 20021-390
Rio de Janeiro/ RJ

Sede Praça XV
Praça Luiz Souza Dantas, 01
Praça XV, Rio de Janeiro/ RJ
Rio de Janeiro/ RJ, Brasil

Tel +55 21 2332-9509/ 2332-9507 (Lapa)
Tel +55 21 2332-9068 (Praça XV)
Email: ola@mis.rj.gov.br

©

2017 MIS–RJ
Termos de uso/ FAQ
design ps.2