MIS Blog/ Notícias

O MIS FAZ SEU BALANÇO DO ANO

28 de dezembro de 2015


 

Bem melhor do que ter um bom acervo, é ver esse acervo sendo usado e reproduzido na maior variedade de projetos culturais possível: especialmente quando eles tratam da cultura do Rio. Por isso, podemos dizer que 2015 foi especialmente valioso para o MIS / Museu da Imagem e do Som.

De uma forma ou de outra, acabamos participando de alguns dos projetos mais bacanas produzidos na cidade esse ano. De mostras de cinema, exposições, livros até feiras culturais de colégios.

Uma das exposições mais visitadas e comentadas na cidade nesse ano Tarsila e Mulheres Modernas no Rio, realizada no Museu de Arte do Rio (MAR), fez uso de registros iconográficos das Coleções Almirante e Luiz Carlos Saroldi para retratar as mulheres com importante atuação na história da arte brasileira do final do século XIX até hoje. E ainda o próprio Depoimento para Posteridade da Tarsila do Amaral gravado no MIS em janeiro de 1969. A exposição fez uma homenagem às mulheres com uma visão moderna não apenas nas artes visuais, mas nas ciências, na saúde, na segurança pública, na música, na dança também às mulheres anônimas que revolucionaram nossa história ao demonstrar coragem e firmeza para fazer valer seus direitos.

Quem investiga o samba sempre encontra algo genial no MIS para seus projetos. Como foi o caso do espetáculo Rosa de Ouro – 50 anos realizado no SESC sobre os 50 anos da apresentação do primeiro espetáculo de samba de morro em um teatro na Zona Sul; o documentário Sambalanço, do cineasta Fabiano Maciel; o musical SAMBRA, uma homenagem aos 100 anos de Samba e a mostra de cinema O samba pede passagem, realizada na Caixa Cultural Rio de Janeiro em dezembro durante a comemoração ao Dia Nacional do Samba. Outro campeão de audiência do museu, buscado por diversos projetos especiais, são as imagens da Coleção Augusto Malta.

Alguns desses projetos realizados em 2015 ainda estão em plena atividade como a exposição sobre os 110 anos da Avenida Rio Branco, que mostra retrata transformações ocorridas em uma das principais vias do Rio. Com entrada gratuita, ela ficará em cartaz na sede da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) até o fim da Rio-2016. A exposição conta com painéis, material arqueológico e mídias digitais. Mais de cem imagens, colhidas no acervo do Museu da Imagem e do Som, da Biblioteca Nacional e do Centro Cultural da Light, entre outros, retratarão a arquitetura, hábitos e costumes da época. A curadora Daniela Chindler, da Sapoti Projetos Culturais, uma das curadoras do evento pensou num espaço de instalações sonoras e interativas para que “o público entre na galeria, toque em tudo”.

E um outro projeto que está em plena maratona de lançamentos em diversos bares do Rio é o livro Memória afetiva do botequim carioca, de Paulo Thiago de Mello e o DJ Zé Octávio Sebadelhe que fez um ótimo uso das fotos do Malta nesse livro de 256 páginas sobre a origem do botequim e a história de 30 estabelecimentos emblemáticos para o Rio de Janeiro e que fundaram a ideia de botequim. O livro é gostoso como um chope gelado e bem tirado. Ótima pedida para ler na praia durante o verão, não é?

PARCEIROS


 

Sede Administrativa
Rua Visconde de Maranguape, 15
Largo da Lapa, CEP 20021-390
Rio de Janeiro/ RJ

Sede Praça XV
Praça Luiz Souza Dantas, 01
Praça XV, Rio de Janeiro/ RJ
Rio de Janeiro/ RJ, Brasil

Tel +55 21 2332-9509/ 2332-9507 (Lapa)
Tel +55 21 2332-9068 (Praça XV)
Email: ola@mis.rj.gov.br

©

2018 MIS–RJ
Termos de uso/ FAQ
design ps.2