MIS Blog/ Depoimentos

MIS FESTEJA O FINAL DE ANO COM LAÍLA

07 de novembro de 2018


 

Carnavalesco fecha a série Depoimentos para a Posteridade de 2018

Como tradição de final de ano, a série Depoimentos para a Posteridade do MIS / Museu da Imagem do Som – equipamento da Secretaria de Estado de Cultura – recebe uma personalidade do Carnaval. O escolhido de 2018 é o carnavalesco Laíla. O encontro acontece na tarde do dia 21 de novembro (quarta-feira), às 14h, na sede da Praça XV. Para compor a mesa dos entrevistadores, Aydano André Motta (jornalista), Fran Sérgio (carnavalesco), Maria Augusta (carnavalesca e comentarista) e Pedro Nobre (escritor). Vale lembrar que o auditório tem capacidade para 50 pessoas, por isso é bom chegar cedo para garantir o lugar. A entrada é franca.

Luiz Fernando Ribeiro do Carmo ou Laíla nasceu no Rio de Janeiro, em 15 de maio de 1943. Conhecido por sua personalidade forte, é natural do Morro do Salgueiro, na Tijuca, onde cresceu e aprendeu tudo o que sabe de carnaval no próprio Salgueiro. Foi lá, que ocupou o cargo de diretor de harmonia até 1975, até que Aniz Abraão David, o Anísio, o contratou, juntamente com Joãozinho Trinta, para reforçar a Beija-Flor que, até então, era uma escola discreta, sem grandes resultados no Grupo Especial. Nos três primeiros anos, a parceria Joãozinho-Laíla deu certo. A escola nilopolitana conquistou um tricampeonato (1976, 1977 e 1978).

Laíla teve rápidas passagens pela Unidos de Vila Isabel, Unidos da Tijuca, Grande Rio e até pelo carnaval de São Paulo, na Peruche. Além de ter estado nos carnavais de Belém e Porto Alegre. Na década de 1980, participou da transmissão dos desfiles do Grupo Especial pela TV Globo e da gravação do CD com os sambas enredos das escolas do Grupo Especial.

Depois do carnaval 2012, houve uma especulação sobre sua possível saída, inclusive para voltar à Grande Rio, o que após uma conversa com a direção, confirmou sua permanência na Beija-Flor.

Em 2014, além de continuar como diretor de carnaval-harmonia da Beija-Flor, esteve na Inocentes, onde foi uma espécie de consultor de carnaval, além de supervisor dos sambas-enredo da agremiação.

Depois do carnaval 2018, após 23 anos, Laíla deixou a Beija-Flor, onde o que determinou a sua saída foi a nova filosofia implementada por Gabriel David, novo administrador da escola. A partir de então, Laíla decidiu retornar à Unidos da Tijuca para o carnaval de 2019.

 SOBRE OS DEPOIMENTOS PARA A POSTERIDADE

Em 1966, o MIS-RJ, inaugurou o projeto Depoimentos para a Posteridade, inédito programa de história oral criado para preservar a memória de diversos setores da cultura nacional, tais como a música, a literatura, o cinema e as artes plásticas. Atualmente conta com um acervo de mais de mil depoimentos, com quatro mil horas de material, gravado em áudio e vídeo, de figuras notáveis, como Nelson Rodrigues, Tarsila do Amaral, Fernanda Montenegro, Paulinho da Viola, Gilberto Gil, Nelson Motta, Ary Fontoura, Antonio Fagundes, Nicete Bruno, Zezé Motta, Neguinho da Beija-Flor, Zeca Pagodinho, Paulo César Pinheiro, Daniel Filho, Geraldo Azevedo, Dori Caymmi, Zé da Velha, Riachão, Antonio Cicero, Ronaldo Bastos, Paulo Barros, Roberto Menescal, Cesar Villela, Joyce Moreno, Claudette Soares, Armando Pittigliani, Bebeto Castilho, Wanda Sá, Chico Batera, MPB-4, entre outros. Vale lembrar que todas as gravações ficam à disposição do público, nas salas de consulta do MIS, 48 horas depois do término da entrevista.

SERVIÇO

Local: Museu da Imagem e do Som do RJ – Praça Luiz Souza Dantas, 01, Praça XV. Tel: (21) 2332-9068
Data: 21 de novembro de 2018 (quarta-feira)
Horário: 14h
Entrada franca
Censura: Livre
www.mis.rj.gov.br

PARCEIROS


 

Sede Administrativa
Rua Visconde de Maranguape, 15
Largo da Lapa, CEP 20021-390
Rio de Janeiro/ RJ

Sede Praça XV
Praça Luiz Souza Dantas, 01
Praça XV, Rio de Janeiro/ RJ
Rio de Janeiro/ RJ, Brasil

Tel +55 21 2332-9509/ 2332-9507 (Lapa)
Tel +55 21 2332-9068 (Praça XV)
Email: olamisrj@gmail.com

©

2018 MIS–RJ
Termos de uso/ FAQ
design ps.2