MIS Blog/ MIS Pro, Museu, Notícias, Obra

O projeto vencedor do concurso MIS PRO

12 de dezembro de 2014


Uma conversa com Silvio Oksman

 

Concursos nacionais de ideias de arquitetura como o realizado para o MIS PRO, são, pela própria natureza, caixinhas de surpresas. São concursos públicos, abertos tanto aos veteranos do marcado quanto aos novos talentos, e sujeitos a muitas variáveis. Inclusive o de, no final das contas, não receber boas ideias.

Felizmente não foi o caso desse concurso para encontrar soluções para a sede do Museu da Imagem e do Som na Lapa que entrará em reformas para acomodar com excelência o acervo de mais de 300 mil itens da coleção e oferecendo atendimento profissional e profundo para pesquisadores da cultura carioca de todo o mundo. Além de trazer uma oferta proativa de cursos, exposições e eventos para a Lapa atuando colaborativamente com o ecossistema cultural da região.

O trabalho da Oksman Arquitetos Associados, capitaneado por Silvio Oksman, de São Paulo, venceu o concurso do estudo preliminar por unanimidade entre um júri de craques da arquitetura composto pelos arquitetos Felipe Tassara, Olga Campista, Eduardo Horta, Luiz Eduardo Índio da Costa e Ricardo Villar. O vencedor será contratado, como consta no edital, para desenvolver os projetos executivo e complementares.

Entrevistamos Silvio Oksman, formado na FAUUSP em 1998,  um arquiteto em ascensão com interesse crescente em projetos de museus e outras instituições de cultura, sempre em busca de uma boa relação com o espaço público.

 

# Fale um pouco de você e da sua equipe. Que tipo de discussões vocês querem trazer para o segmento cultural?

Quando me formei estava estagiando com os arquitetos Paulo Mendes da Rocha e Eduardo Colonelli no projeto da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Foi meu primeiro contato com projeto de intervenção em patrimônio cultural. A partir daí, este interesse cresceu e, desde então venho trabalhando sistematicamente com este assunto. Em 2008 desenvolvi junto com o Colonelli, um projeto de restauro e ampliação do Museu Paulista. Neste momento estou fazendo o restauro do edifício do IAB (Instituto de arquitetos do Brasil/SP) entre outros.

No caso do projeto do MIS PRO trabalhamos com uma equipe pequena: Vito Macchione que é um parceiro constante em diversos projetos; Beatriz Vicino, recém formada na Escola da Cidade e que trabalha comigo no escritório e ainda Marjorie Nasser, que está se formando agora na FAUUSP. Além disto houve a colaboração da arquiteta Ana Paula Tanaka, que é especialista em restauro de documentos e contribuiu de forma fundamental para o desenho do edifício a partir do seu conhecimento de reservas técnicas e dos processos de trabalho com acervos.

Na grande maioria dos projetos tentamos, dentro do possível, estabelecer a melhor relação possível do edifício com a cidade, como uma forma de contribuir para a qualificação do espaço publico da forma mais efetiva possível. Esta discussão está colocada nas propostas do escritório e também na vida acadêmica. Hoje sou professor da Escola da Cidade onde oriento trabalhos diretamente relacionados com as questões urbanas.

 

# Como foi o esforço e o raciocínio da equipe para chegar na solução apresentada?

Desde o principio entendemos três questões principais: a relação do futuro edifício com a cidade, as questões de preservação das pré-existências e as exigências técnicas do acervo. Uma questão que foi pensada desde o começo, e é um ponto chave no projeto, é a extensão da rua para o térreo do edifício e que se abre num pátio interno no final do terreno. E um espaço controlado e tranquilo para os pesquisadores e para a equipe que trabalha nas reservas técnicas. Essa solução é a interlocução das três premissas do projeto. A partir do momento que entendemos como essas questões deveriam funcionar e se relacionar, o partido estava decidido. Podemos dizer que tivemos 70% do tempo dedicado às discussões e compreensão do funcionamento do edifício, e 30% do tempo dedicado à produção.

 

# Você já conhecia ou acompanhava o projeto do Museu da Imagem e do Som antes do concurso? O que mais te chamou a atenção no prédio da Lapa? 

Sim, o projeto da Diller Scofidio + Renfro teve muita repercussão, pudemos acompanhar o resultado final de todos os projetos que participaram do concurso. Esse é um projeto muito importante, de alto nível, que coloca novas questões para Copacabana, relativas ao uso, as relações com a cidade, sua ambiência urbana e espaços públicos.

O que mais chamou atenção no MIS PRO foi a possibilidade de um novo programa , de caráter público, inserido dentro deste tecido histórico. Como conseguir fazer um prédio contemporâneo, tecnicamente perfeito, e em diálogo com seu entorno. Daí a preservação do edifício que está junto ao alinhamento e a abertura de grandes vazios internamente.

 

# A extensão da calçada, onde o piso público entra no interno, como uma rua, num convite ao espaço expositivo, à loja, ao café, e aos demais programas é uma solução totalmente coerente com a essência do prédio de Copacabana…  

Quando começamos a pensar no partido adotado, não foi o prédio do museu em Copacabana que nos levou à solução, mas entendemos que esta é uma relação importante que pode ser feita entre os dois projetos.

As demandas dos dois edifícios são muito diferentes e não vimos a necessidade de uma relação formal entre ambos. Ao contrário, cada arquitetura dialoga com seu entorno imediato da melhor forma possível.

 

# Qual o principal desafio (ou desafios) do projeto proposto?

A Lapa ainda conserva um tecido histórico relevante, e o grande desafio é manter esse caráter. Ainda assim é necessário incorporar nestes edifícios a vida cotidiana da cidade.

O maior desafio é conseguir constituir um prédio que atenda com excelência as necessidades de um acervo muito diversificado, com diferentes suportes, em uma cidade que tem temperaturas e umidade altíssimas. Fazer com que todas as atividades desenvolvidas lá dentro sejam tecnicamente perfeitas, diferenciando o caráter de espaços de guarda, trabalho e pesquisa.

PARCEIROS


 

Sede Administrativa
Rua Visconde de Maranguape, 15
Largo da Lapa, CEP 20021-390
Rio de Janeiro/ RJ

Sede Praça XV
Praça Luiz Souza Dantas, 01
Praça XV, Rio de Janeiro/ RJ
Rio de Janeiro/ RJ, Brasil

Tel +55 21 2332-9509/ 2332-9507 (Lapa)
Tel +55 21 2332-9068 (Praça XV)
Email: ola@mis.rj.gov.br

©

2017 MIS–RJ
Termos de uso/ FAQ
design ps.2