MIS Blog/

CHICO BUARQUE E ENNIO MORRICONE – O SAMBA-ESPAGUETE

10 de novembro de 2016


 

Apresentamos Chico Buarque e Ennio Morricone, em um disco que ficou perdido na memória, inclusive do próprio Chico Buarque. Em 2000, o pequeno selo francês RYM Musique reeditou, ou melhor, praticamente apresentou a versão em português do álbum “Per un Pugno di Samba”, lançado por Chico com arranjos de Morricone na época do exílio em Roma, em 1970.

Com o nome de “Sonho de carnaval”, o CD parecia mais uma coletânea barata, do que um achado, com uma montagem muito mal feita da foto de Chico do primeiro disco, de 1965, com uma praia do caribe ao fundo, muito distante da nossa paisagem.

 

r-4646072-1370950221-3305-jpeg

Chico não lembrava mesmo deste trabalho em português e chegou a perder uma aposta para um executivo da BMG italiana, junto com  Sérgio Bardotti, seu grande amigo no período que morou no país, produtor deste disco e que escrevia as canções para italiano.

A versão “oficial” em italiano foi lançada no período em que Chico morou na Itália. Foram 15 meses complicados, entre 1969, 1970. Quem apresentou Chico a Ennio Morricone foi o próprio produtor Sergio Bardotti, amigo de ambos. Morricone vinha de uma sequência de grandes trabalhos com o cineasta Sergio Leone.

Aqui você pode ouvir “Per un pugno di samba”, título dado em alusão a “Por um Punhado de Dólares”, de Sergio Leone, clássico do Western spaghetti , que revelou as trilhas sonoras de Ennio Morricone. Foi um fracasso de vendas na Itália e só chegou ao Brasil em formato digital nos anos 2000.

Pesquisamos a história por trás da versão em português e encontramos os LPS originais editadas na Europa nos anos 1970. O disco em português de Chico com Morricone foram lançados pelas RCA em três momentos distintos.

A primeira edição foi a francesa “Sambas do Brasil”, com Chico Buarque e Ennio Morricone em segundo plano na capa. Uma linda imagem, aliás, mas que deixava de lado a figura de dois dos mais importantes compositores de seus países.

r-6486734-1420411493-6460-jpeg

r-6486734-1420485595-8359-jpeg

Na Espanha, a edição cantada em português foi lançada com uma capa parecida à da edição italiana, sob o título “Por un Puñado de Samba”. E em 1975, o selo “Brasil Original”, que na época editava discos na Europa de artistas como João Bosco, Martinho da Vila, Os Originais do Samba, relançou o trabalho com foco em Chico.

r-4141191-1356693107-3552-jpeg

Aqui, podemos enfim ouvir essa rara versão em português unindo o universo de Chico Buarque e Ennio Morricone. O disco em si, é uma junção de três faixas que seriam lançadas no “Volume 4”, (“Nicanor”, “Não fala de Maria” e “Samba e amor”), além de clássicos, como “Roda viva”.

Chico Buarque já havia trabalhado como grandes arranjadores no Brasil, como Lindolfo Gaya, Magro (MPB-4), Tom Jobim e na época iniciava o trabalho com César Camargo Mariano. Mas é interessante notar os arranjos de Ennio Morricone.

O trabalho traz a dramaticidade cinematográfica de Morricone em um momento importante de Chico Buarque, época do exílio. Estão lá órgãos que nos remete a grande catedrais, arranjos de sopros e cordas épicos. Existe uma acentuação maior nos temas mais profundos. Talvez, um pouco mais dolorido e exagerado. Vale a pena a audição desse bom trabalho que une o que há de melhor entre Itália e Brasil:

PARCEIROS


 

Sede Administrativa
Rua Visconde de Maranguape, 15
Largo da Lapa, CEP 20021-390
Rio de Janeiro/ RJ

Sede Praça XV
Praça Luiz Souza Dantas, 01
Praça XV, Rio de Janeiro/ RJ
Rio de Janeiro/ RJ, Brasil

Tel +55 21 2332-9509/ 2332-9507 (Lapa)
Tel +55 21 2332-9068 (Praça XV)
Email: ola@mis.rj.gov.br

©

2017 MIS–RJ
Termos de uso/ FAQ
design ps.2